O excepcional cão Beagle

O excepcional cão Beagle

Também na Grécia Antiga pôde-se perceber a existência de um cachorro bastante parecido ao Beagle inglês. Em acordos que foram datados no período de 433 A. C. há a possibilidade de ler a respeito de uma espécie de cão que consegue localizar a presença de coelhos de muito longe.
Pulando da Grécia Antiga para a Inglaterra do século XI também achamos inúmeras referências a raças que talvez sejam as origens dos entrelaçamentos que resultariam no cachorro Beagle que conhecemos nos dias de hoje. Com o objetivo de se chegar até aos Beagles atuais, duas espécies de cachorros bem especificadas foram misturadas: Talbot e Galgos Ingleses. Estas raças são especificadas como as mesmas linhagens dos cachorros Beagle atuais.
Apesar de pesquisadores conseguirem mapear a procedência da maioria das espécies de cães atuais, no caso do cachorro Beagle existia um problema em termos de registros que acabou dificultando o trabalho. O termo Beagle, em muitos registros antigos, era usado para se referir a qualquer cachorro que fosse de tamanho médio. Esses registros datavam especialmente do Reino Unido do século XVIII. Mas esses registros atestam que ao longo do mesmo período existia uma preocupação em produzir uma raça de cães de pequeno tamanho que fosse eficiente para a caça, principalmente de lebres e coelhos. Com o objetivo de se chegar até um cachorro eficaz na caça, observava-se a carência de um cão com um olfato aguçado.
Pelo que esses registros mais atuais assinalam, foi devido à uma matilha do reverendo Phillip Honeywood, da Inglaterra, no ano de 1830, que se originou uma pequena base pra o Beagle atual. Por volta do século XIX que começou a exportação de cães da espécie Beagle para os EUA. Foi por causa dos EUA que o cão Beagle ficou mais famoso. Os cachorrinhos norte-americanos ficaram mais reputados por lá do que no seu país de origem.

Características do Beagle

Fora a sua expressão doce, o Beagle é um cão intrépido, inteligente, tal como amoroso e contente. Apesar do seu porte mais baixo, não se engane: ele é um cachorro bem robusto. Seus pelos são bem curtos, resistentes e espessos, e suas orelhas são bastante alongadas que pendem pros lados. O cachorro Beagle, normalmente, é tricolor e detêm as extremidades de cor branca.
O peso dos cachorros dessa espécie difere bastante, consoante a altura e do tamanho do animal. Segundo a Federação Internacional de Cinofilia, os cachorros da espécie Beagle devem medir mais que 33 cm e menos que 40 cm e, em função disso, o peso de um cachorro Beagle pode variar de 8 aos 14 quilos, de acordo com o sexo.
Os cachorros da raça Beagle têm um enorme faro e quando soltos e sem coleira, são capazes de sumir indo atrás de determinado rastro, ignorando completamente os comandos de seu dono, provando que o seu treinamento deve ser feito desde filhote com a finalidade de evitar este tipo de acontecimento.

Temperamento do Beagle

Proprietário de uma característica calma e brincalhona, o cachorro Beagle pode ser barulhento, adorar uivar e latir quando não ensinado da forma adequada. Todavia, não se preocupe: o Beagle é totalmente tranquilo de se conviver. É um cachorro que faz amizade bastante fácil com crianças.
São habituados a ficarem juntos a outros cães, uma vez que a partir da sua origem foram habituados a permanecer em bandos, porém, além do seu temperamento, ele é um cachorro de caça bem eficaz. O Beagle é calmo e se adapta a todos os modelos de vida, tanto no campo como nas grandes cidades. É um cão que tem o hábito de ser bastante malandro.
Devido ao seu temperamento birrento, o ideal é que ele seja ensinado desde muito cedo a obedecer a seu proprietário. Mesmo sendo manso e adorável , o cachorro Beagle pode não ser indicado para proprietários de primeira viagem, pois é um cachorro o qual necessita de proprietários firmes e com paciência e o seu adestramento é capaz de exigir tempo e bastante empenho. Várias vezes ele é tido como “cachorro que não possui capacidade de adestramento”, uma vez que sua pirraça é muito grande.
Contudo, ele possui uma personalidade bastante balanceada. Os cachorros dessa espécie não mostram hostilidade nem timidez, tendo a capacidade de ser, inclusive, um cão vigilante.

Perceba os benefícios de se obter um cachorro da espécie Beagle

– São muito brandos e amoráveis
– Lidam bem com crianças pequenas
– Muito amorosos
– Ajustam-se em diferentes habitats, seja apartamento ou casa
– Detêm uma ótima saúde
– Não necessitam de serem penteados todos os dias ou serem tosados constantemente

Pontos fracos

– Possuem a tendência de ser destruidores e fujões
– São indisciplinados e teimosos chegando a ser considerados “cachorros que não podem ser adestrados” pelos treinadores
– Possuem tendência à obesidade
– Quando filhotes, são muito barulhentos e bem chatos
– Embora a sua boa saúde, eles possuem uma predisposição a alergias e eczemas
– Aos cães com um rabo mais grosso, é capaz de ocorrer a enfermidade “Beagle Tail”, todavia muito menos usual. O Beagle Tail é uma infecção das glândulas anais, a qual forma uma dobra entre a cauda e o ânus, abafando o local e gerando inflamação. É tratado com drenagem da glândula, bandagens antissépticos e pomadas anti-Inflamatórias com antibióticos.

Como cuidar de um Beagle

O Beagle é um cachorro inesgotável e é por isso que necessita fazer exercícios diários pra gastar sua energia e para que nunca se torne triste ou gordo, já que é uma espécie muito comilona e possui propensão para ficar gordo. A refeição do cão Beagle deve ser balanceada e muito equilibrada.
O banho pode ser oferecido a cada quinzena e, depois, uma pequena escovada a fim de remover a pelagem solta, assim você terá um cão limpo e muito bem cuidado. Não se esqueça de aparar as unhas algumas vezes, na ocasião em que for preciso, e realizar uma tosa esporadicamente.
Em contrapartida, cuidados especiais devem ser admitidos relativo a região dos olhos e da orelha dos cachorros dessa raça. No caso das orelhas – pelo motivo de serem compridas e tombadas – a atenção deve ser focada na limpeza, pois esta região é muito suscetível ao acúmulo de impurezas levando o cão a sofrer com doenças tal como a otite.
Em relação aos olhos do Beagle, a atenção deve ser enorme por ser frequente a ocorrência da Hiperplasia da Glândula de Harder, também chamada popularmente como terceira pálpebra, enfermidade que, em cachorros dessa raça, gera uma espécie de carne esponjosa na área ocular do animal.

Filhotes de Beagle

O segredo da boa harmonia com o cão Beagle começa com a escolha do filhote, que deve ser feita toda vez junto a um criador sério e responsável. Filhotes de Beagle podem ser um desafio e tanto! O Beagle é um cachorro elegante com o interior de vagabundo, leal aos seus instintos de caçador.
Os Beagles são capazes de se tornar maravilhosos companheiros, fazendo uma excelente parceria com seus donos no decorrer de 14 anos ou até mais, ainda que ele possa mostrar-se “largadão” ou auto-suficiente.
O filhote deve ter uma fisionomia viva e feliz e deve mostrar que é curioso e muito atento às coisas que ocorrem ao seu redor, sem sinais de temor ou agressividade. Com o intuito de se ter um cão simples de se adestrar, selecione um filhote menos medroso ou hostil.
O amor deve ser inevitável, entretanto você necessita expor bastante firmeza quando preciso. Jamais permita que o seu Beagle faça coisas erradas ou travessuras em demasia. Mostre a seu cachorro Beagle quem é que dita as regras! Porém nunca com brutalidade. Pra alguns especialistas, educar nenhum cachorro é complicado, porém o Beagle torna essa prática ainda mais difícil.

Curiosidades acerca do Beagle

– Você já ouviu falar do “Pocket Beagle”? Então, a Rainha Elizabeth I tinha um exemplar dessa espécie. Como o próprio título indica, eles são Beagles de Bolso. Durante o seu reinado, ela criava uma série de exemplares de cachorros Beagle nas suas dependências, vindo a desenvolver, inclusive, uma variante da espécie de tamanho muito nanico, que tinha entre 20 e 23 centímetros de comprimento.
– Ocorreu no ano de 2013 um fato marcante relacionado a esta raça: vários ativistas soltaram vários Beagles do “Instituto Royal” os quais eram utilizados como animais de testes para medicamentos e os demais propósitos.
– A espécie também é dona de um ótimo senso olfativo, já havendo sido utilizada, inclusive, pela polícia norte-americana pra exercer a tarefa de cachorro farejador em aeroportos, rastreando contrabandistas de alimentos e drogas.

Deixe uma resposta