O “cãopanheiro” Samoieda

O “cãopanheiro” Samoieda

A história do Samoieda é bastante controversa e confusa, embora existe uma interpretação que é bem aceita entre os produtores – estes cachorros foram empregados pelas civilizações nômades da região da Sibéria há mais ou menos 5.000 anos. De acordo com os registros, esta raça só podia ser identificada em meio a essas tribos, acarretando, desse jeito, a sua denominação. Esses cães eram utilizados em práticas no pastoreio, para a caça e ainda para utilizá-los nos trenós.
Os primeiros cachorros da raça Samoiedo surgiram em terras inglesas entre o período de 1870 a 1909, contudo nem todos cachorros eram de pura raça. Afirma-se que a Soberana Alexandra amou tanto da raça que fez o possível para conseguir alavancar a espécie em seu país. A verdade é que ainda é possível de ser vistos descendentes dos cachorros da rainha nos pedigrees recentes.
Os Samoiedos chegaram na América em 1906, um espécime foi dado como presente do Grão-Duque da Rússia Nicolau. A partir da Segunda Grande Guerra a popularidade desse cachorro vem aumentando muito a cada dia em razão do seu temperamento manso, sua linda fisionomia e suas realizações como um cão de tração.

Características Físicas do Samoieda

Esta é uma raça que se aparenta muito a um brinquedo de pelúcia, seu porte é muito vigoroso com uma musculatura bem formada, seus membros são redondos e achatados com um forramento de pelo bem denso, seu crânio tem aspecto de cunha com seus olhos fundos, orelhas de tamanho médio bem distanciadas umas das outras em uma posição vertical e o focinho tem tamanho médio com um tom escuro.
Seu rabo inclina para qualquer lado, o pelo dele é bem espesso e muito belo. Sua expressão facial vem a ser hilária: no momento em que olhamos para ele, parece que ele está continuamente sorrindo!
Seu pelo é comprido, delicado, liso e um tanto volumoso. Sua pigmentação tradicional é o branco puro, todavia somos capazes de vê-lo em outros matizes: branco palha, amarelada, amarelada e branco, preto e branco e branco e castanho.

Temperamento do Samoieda

Esta espécie é muito extrovertida, fazendo o que pode para deixar as pessoas de fora e sua família sempre contentes! Se familiarizado, ele irá querer constantemente, também, dormir todas as noites ao lado de seu dono. As pessoas mais velhas adoram esta espécie, porque ela tem uma disposição em agradar as pessoas e deixá-los mais contentes e, principalmente, sendo uma amizade pelo resto da sua vida.
Ainda que meigo, é significativo que o Samoiedo faça exercícios frequentes porque é um cachorro familiarizado com o trabalho intenso. Não é recomendado conservá-lo preso em coleiras ou dentro de casas ou pequenos apartamentos. Se irritados, eles são capazes de tornar a ser muito destrutivos, mais bagunceiros, mastigadores de objetos e que irão cavar para todos os lados que for possível.
Estes cães não são facilmente ensináveis, são teimosos e mais suscetíveis a puxar trenós do que permancer em correntes, mas por gostarem de agradar o proprietário, irão compreender com o passar do tempo.
Essa raça tende a ser autoritária e podem não conviver bem com outros cães domésticos!

Vantagens em se ter um Samoieda

Samoiedos são muito mansos, frágeis, amorosos, espertos e estão a todo momento com “alegria” na sua face! Cativar o proprietário e todo mundo a sua volta é um grande hábito que este cão possui.
Por sua afetividade e meiguice, o Samoiedo não vai desejar ficar distanciado de seu dono por muito tempo, o que faz com que esta raça muito admirada por todo mundo.
Como esta raça pode conviver bem com visitas e hóspedes, você não terá que ficar esquentando a cabeça em deixar o Samoiedo preso! Seu dono vai ficar satisfeito com a maneira como o Samoiedo lida com os seus amigos e visitantes.
Esta espécie se conserva bastante limpa por muitos dias, ainda que sejam cachorros essencialmente brancos e bastante peludos. Além disto, não geram cheiros típicos de cachorros devido à falta de glândulas subcutâneas. Você terá um gasto muito menor com essa espécie, principalmente se tratando de higienização!

Pontos fracos do Samoieda

As atividades físicas devem ser diárias, por sua formação, o Samoiedo não suporta conservar-se bastante tempo parado, caso isso ocorra, a inquietação e o nervosismo podem atacá-lo.
Caso você deseje um cão para ser um cão protetor, sequer cogite em possuir um Samoiedo.
Os Samoiedos são engraçados, mas, certas vezes, passam do limite, deixando o seu proprietário bastante irritado, uma vez que eles são bastante destrutivos em várias situações.
O Samoiedo é um cachorro bastante dominador, não é indicado ter outros animais de estimação junto dele, principalmente gatos! Entretanto, caso possua qualquer outro cachorro em casa, adestre o Samoiedo desde novo para respeitar os companheiros.
Este cachorro provém de terras nórdicas geladas e, mesmo se adaptando ao clima quente, não é oportuno submetê-los a condições bastante elevadas.
Esta raça troca seu pelo com uma certa frequência, por isso é muito habitual observar sua pelagem por toda a casa.
Certos problemas de saúde são habituais a raça – olhos com coloração estranha, orelhas tombadas, ossatura irregular, joelhos de vaca protuberantes, ondulação nos pelos, características sexuais não estabelecidas, displasia coxofemoral, surdez, nanismo e atrofia progressiva de retina.

Como cuidar de um Samoieda

cachorro samoieda

O Samoiedo é um cão que possui muita energia e carece de despendê-la de algum jeito, se você procura obter um cachorro desta raça, esteja preparado para passeios diários e muita diversão! Caso você queira um cão mais disciplinado, adestre-o desde filhotinho.
Caso você possua outros espécimes no lar é aconselhado que o proprietário ensine o Samoiedo desde novo no intuito de que ele se torne educado com os outros animais de estimação.
Essa raça tem a prioridade em conservar-se dentro da residência, logo é indispensável que o proprietário ensine muito bem o cão com as regras domésticas – todavia fique pronto para uma tarefa espinhosa, pois o Samoiedo é bem teimoso! Outra questão importante é escovar a pelagem do cachorro de duas a três vezes por semana no sentido de evitar que pelos fiquem espalhados ao longo da casa.
Essa espécie é extremamente inteligente e tem necessidade de muito afeto do dono, esteja capacitado para dar muita atenção e amor a ele.

Filhotes de Samoieda

Esses cachorrinhos são muito carentes, toda vez pretendendo amamentar e repousar bastante, sem contar que eles são iguais a umas “bolinhas peludas”! Mas não ache que esse ciclo é longo: em no máximo dez semanas eles podem estar aprontando e sendo verdadeiros “exploradores” pra todo o lado. Essa época é a melhor para que o seu proprietário eduque-o, a fim de que quando amadurecer não dê excessivo trabalho. Nesta etapa ele está mais afeito, dado que é o período em que ele se identifica com a raça que pertence e vai para uma etapa de sociabilização com o ser humano. Depois dos três meses o Samoiedo começa a aumentar a sua autoridade e o tratador tem que aumentar o condicionamento de disciplina do cachorro com mais regularidade. Após 1 ano de vida, este cão fica mais esperto, por conseguinte o seu dono deve incluir mais veemência em seu ensinamento para conseguir melhores resultados.
Um filhote ideal necessita ser travesso e muito bem-disposto. Todos os cães dessa espécie possuem um “sorriso” em seu rosto, com o lábio escurecido e olhos castanhos. Quanto às orelhas, não esquente a cabeça, elas só se elevarão logo após os 3 meses de vida. A cauda cai sobre seu dorso logo após os dois meses.

Curiosidades acerca do Samoieda

Ele é classificado como o cachorro nórdico mais obediente já registrado, ele é bastante agitado e impaciente, já que ele está sempre cavando alguma coisa, quando está nesse nível emotivo.
Nas primeiras importações da espécie para a Inglaterra, nem todos eram genuínos pedigrees nem de cor branca, muitos eram da cor de canela e um pouco menor que a raça pura. Alguns desses cães se originavam de tribos sedentárias.
As primeiras importações oficiais de Samoiedos ocorreram em 1893 e o primeiro clube legítimo de criadores da espécie se efetivou no ano de 1920 e funciona ainda nos dias de hoje.
Em tempos de nevascas, os Samoiedos são capazes de proteger o seu focinho com a própria cauda.
A curvatura de seus lábios dá a aparência de estarem constantemente “sorrindo”..

Deixe uma resposta