Mesmo que seja de tamanho nanico, esse cachorro não é muito apropriado à vida em um apartamento;
É uma raça que aprende com bastante facilidade tanto os bons comportamentos como os maus, e qualquer tentativa de o subordinar pela violência é inútil;
Não é um pet aconselhável para crianças pequenas, dado que pode mastigar em reação a maus tratos involuntários que obtem;
O Terrier Brasileiro precisa de brincadeiras intensas e adestramento divertido com o objetivo de se manter ocupado tanto física como mentalmente;
É a segunda raça de cães brasileiros reconhecida oficialmente;
A espécie foi reconhecida em 1964 e preservou seu status até 1973, quando o Kennel Clube invalidou o certificado graças ao número insuficiente de cães.

Origem e História do Maravilhoso Cachorro Terrier Brasileiro

guia-terrier-brasileiro Existem nos dias atuais duas compreensões que são admitidas como o primórdio desta raça brasileira. A primeira delas diz que, no século XIX, os filhos dos ricos fazendeiros eram mandados para o continente europeu para estudarem. Em seu regresso, estes jovens chegavam casados e suas mulheres, às vezes, traziam cães Terriers, como o Jack Russel Terrier, espécie gerada a partir do Fox Terrier, Bulldogue e Beagle. Esse Terrier era bastante utilizado na caça a raposas e pequenos roedores.
Chegando ao Brasil, esses cachorros foram cruzando como cães caboclos e foram se adaptando com as condições da localidade e com os climas, por causa da sua enorme resistência, a raça foi se fixando e se transformando no cachorro que observamos na contemporaneidade como Terrier Brasileiro (Fox Paulistinha).
Existe outra versão também aceita que diz que no período da colonização de Portugal e da Holanda, cachorros Terriers, como o Jack Russel Terrier e o Fox Terrier, ocupavam os grandes barcos com o intuito de eliminarem qualquer rato ou pequenino roedor que lá se instalasse. Desta forma, estes cachorros se espalharam pelo mundo todo e, aqui no Brasil, eles se misturaram com os cachorros locais originando o Terrier Brasileiro.

Aspectos Físicos do Cachorro da Espécie Terrier Brasileiro

O Terrier Brasileiro é um genuíno cachorro Terrier, de ótima estrutura, sem ser pesado. De porte mediano, o Terrier Brasileiro é resistente e robusto. É um cão ágil, rápido, entusiasmado e está sempre em alerta. É cauteloso com estranhos, mas é bem dócil e meigo com os familiares.
Elegante, bem simétrico e com estrutura resistente, esta espécie de cachorro tem corpo de estrutura quadrática, com visíveis linhas curvas que o distingue do Fox Terrier de pelo macio, excelente caçador de minúsculas presas e um bom protetor, o Terrier Brasileiro (também conhecido como Fox Paulistinha) tem pelagem curta e lisa. A pigmentação da pelagem da espécie Terrier Brasileiro é majoritariamente branca, com marcações em preto, castanho ou azulado.
A estatura dos machos da raça Terrier Brasileiro é capaz de oscilar entre os 37 e os 40 cm. Já as fêmeas dessa raça apresentam estatura entre 33 e 37 cm, medida sempre o tamanho da cernelha. Consoante o padrão oficial, o peso máximo para os cães da raça Terrier Brasileiro é de 10Kg.

Estrutura Psicológica da raça Terrier Brasileiro

O Terrier Brasileiro é, sobretudo, um cachorro bastante alegre e com vitalidade de sobra. Como todo Terrier que se preze, muitas vezes simplesmente desconsidera seu porte físico e age como se fosse um cachorro enorme. Polivalente, pode agir nas mais variadas atribuições, desde um ótimo cão de companhia, até como excelente cão de alarme, uma das qualidades desenvolvidas em razão de seus tempos de predador nas fazendas paulistas e adquirida de seus ancestrais.
Independente de não encontrar-se no ranking de inteligência por ser uma espécie brasileira, o Terrier Brasileiro é sagaz e muito atento, assimila com facilidade, o que lhe rendeu trabalho em vários eventos nos circos. Todavia, nunca é demais lembrar, que da mesma forma que aprendem coisas ótimas, poderão aprender inclusive o que não têm que fazer.
Independentemente do tamanho, não são, absolutamente, cachorros de sofá. Antes de mais nada, eles demandam atividades físicas regulares a fim de poderem despender toda a energia acumulada. Ele é um cachorro incansável. Raramente permanecerá parado, a todo o momento está arrumando alguma coisa para brincar. É um cachorro que não gosta muito de estranhos. Com seus familiares e amigos ele é bem cordial e afável, contudo quando encontrar um estranho, provavelmente irá estranhar.
É uma espécie agarrada ao dono, por conta disso, muitas vezes é visto como um cachorro de companhia, não gosta de ficar sozinho e carece sempre de companhia.

Benefícios de Ter um Pet Terrier Brasileiro

vantagens-terrier-brasileiro O Terrier Brasileiro é um cão feliz e travesso, e, em razão do seu temperamento é habitualmente usado em shows circenses. Contudo, além do mais, é um corajoso protetor e um excelente caçador. Seu instinto de caçador desponta na ocasião em que encontra animais selvagens, principalmente os de pelo. Fox em inglês quer dizer “raposa”. Em razão disso, ele não vacila à frente de de ratos, seguindo os animais até matar. Nesta tarefa se revela mais eficaz do que os próprios gatinhos.
Se seu Terrier Brasileiro precisar conviver com outros espécimes, acostume o cachorro desde cedo com eles a fim de evitar futuras brigas entre eles: se a convivência começar cedo, não existirá confusão. O Terrier Brasileiro é um cachorro que requer poucos cuidados, proporcionando inúmeras alegrias ao proprietário e é tranquilamente adaptável a qualquer habitat.
Os banhos são raros por causa da sua pelagem curta, contudo o Terrier Brasileiro não tem problema com a água. Longe disso, adora nadar. Até mesmo a criação de filhotes é fácil. O acasalamento é feito quase sempre de maneira natural, sem ter necessidade de ajuda: a mãe cuida sozinha da prole e da ninhada, preservando tudo asseado.

Enfermidades normais do Terrier Brasileiro

Felizmente, o Fox Paulistinha não tem graves problemas de saúde. É bastante resistente, intenso e detém uma maravilhosa ossatura. Como todo cachorro, tem que receber pipeta anti-pulgas e anti-carrapato mês a mês para evitar que haja infestação.

Como tomar conta de um Terrier Brasileiro

Esta espécie, apesar de se dar bem residindo em apartamentos, deve sair, requer passeios com os donos e muitas atividades com o intuito de queimar a sua quase interminável energia. Do contrário, será capaz de começar destruindo o lar e objetos. Por esse motivo, caso você esteja cogitando adotar um Terrier Brasileiro, assegure-se de que tem tempo para lidar com ele pois, apesar desses cachorros suportarem bem as ausências dos donos, também necessitam de companhia e de qualquer um que seja capaz de atender às necessidades deles.
Por ter pelo curto, o Terrier Brasileiro não lhe vai exigir diversos cuidados, ainda assim irá ser significativo que sejam dados banhos no cachorro dessa espécie a cada 15 dias. A tosa é desnecessária e a escovação também, a menos que seja no período de troca do pelo, que ocorre antes do verão. A nível de saúde, não possui tendência hereditária a qualquer doença, pelo que se mantém tranquilamente saudável. Apesar disso, é necessário estar atento e não deixar de levar o cachorro aoveterinário e ter o cuidado de seguir cuidados de desparasitação para evitar problemas de pele.

Os Filhotes do Terrier Brasileiro

O filhote dessa espécie deve ter uma educação desde pequeno para aproveitar a energia e sua inteligência para o bem. Caso seu dono seja muito permissivo, o bicho pode chegar a ser dominante. A fim de conseguir bons resultados na educação do filhote é preciso que o dono possua muita calma, pulso firme, disciplina e força de vontade.
Habitualmente, nas ninhadas nascem de seis a oito filhotinhos e a própria cadela cuida do revezamento a fim de que todos os filhotinhos tenham acesso ao leite.

Conheça tudo a respeito do Terrier Brasileiro
Avalie esta postagem
Categorias: Raças de Cães

Deixe uma resposta