O Poodle Grande é o mais antigo de todas as variações;
O Poodle Toy foi desenvolvido no século XVIII na Grã-Bretanha;
Ele se encontra em 2º, só atrás do Border Collie, na lista feita por Stanley Coren, que categoriza espécies de cães por inteligência;
A imagem tradicional do Poodle, com o pelo encaracolado ou cacheado, é a primeira que vem à memória no momento em que pensamos neles. O que poucos sabem é que o Poodle também pode vir a ter o pelo encordoado, semelhante aos cachorros da raça Komondor e Puli. Assim como em seus companheiros caninos da Hungria, a pelagem encordoada no Poodle se estende gradativamente com o transcorrer do tempo e para mantê-la, o proprietário necessita ter uma ótima dose de tempo e tolerância;
O escultor Jeff Koons já recriou muitos Poodles em suas obras, como um feito de aço que conta com a forma de um cachorro feito com balão e uma estátua perfeita de um Poodle;
A palavra “Poodle” vem do termo pfudel, que em alemão significa “poça”;
Também conhecido como Caniche, pressupõe-se que deva seu título ao vocábulo “canichon”, que designava outrora tanto um pequeno pato quanto o cão que o caçava;
Diferente dos outros cachorros, o Poodle tem uma pelagem que se assemelha ao cabelo dos seres humanos. O pelo dos cães cresce apenas até certo ponto, depois se desprendendo do corpo. Já o do Poodle continua a crescer;
Uma das razões que o Poodle tem sido misturado com outras espécies, criando o que conhecemos hoje como Designer Breeds (Labradoodle, Cockapoo, Goldendoodle, etc), se dá em razão de seu pelo e na busca de criar um cão hipoalergênico (o que não existe em sua totalidade);
Em 1787, o Poodle ganhou de Beethoven a composição intitulada “Elegia à Morte de um Poodle”;
Entre os Poodles mais conhecidos da sociedade humana, estão os dançarinos das festas nos grandes salões promovidas pela aristocracia da Europa no século XVI;
Taffy Gayle, um Poodle que residia no Alabama, Estados Unidos, viveu até os vinte e sete anos;
Cães que se assemelhavam ao Poodle estavam presentes em moedas na Roma Antiga.

O Surgimento do Magnífico Poodle na História

guia-poodle Por diversos séculos, o Poodle e o Barbet eram a mesma raça. Este cachorro era utilizado como como caçador de pássaros selvagens e guardião de cabras e ovelhas. A datar do século XVI, começou a se diferenciar gradualmente essas duas raças. Vários permaneceram predadores ou guardiões, contudo outros passaram por alterações.
Mesmo que a gênese do Poodle não seja conhecida de fato, estima-se que a espécie surgiu em território francês e o povo da França abraça essa opinião com grande convicção. Mesmo com isto, tem mais uma outra sucessão de possibilidades referentes à gênese da raça. À medida que os franceses defendem que o advento sucedeu na França, os germânicos acreditam que a raça é proveniente de territórios nórdicos e árticos. Já outros especialistas inclusive afirmam que o Poodle despontou no norte da Itália, mais exatamente na área de Piemonte.
A teoria da origem francesa existe, exatamente, em função dos cães Barbet, que são franceses e eram encontrados com muita frequência em mostras especiais de beleza dos cães. Esta raça poderia ter, ao longo do tempo, transformado-se no Poodle, que preservou o impulso para a caça entre as suas primordiais propriedades ganhadas dos Barbet.

Aspectos Físicos do Poodle

caracteristicas-poodle O Poodle é anatomicamente bem simétrico e gracioso que se diferencia pela tosa a qual o diferencia de qualquer outra raça. De linhas simétricas, o Poodle está a todo momento vigilante e operante.
O crânio do Poodle é proporcional à coluna, o focinho é de coloração escura nos cães pretos, brancos ou cinzas. Nos espécimes castanhos, o focinho também é castanho, e de coloração marrom ou preta nos cães abricós e fulvo avermelhados. Os olhos têm forma amendoada e apresentam cor parda, âmbar escuro, ou preta. As orelhas são compridas, arredondadas na borda, pendentes ao longo da face. A cauda é de inclusão bastante alta, no nível da linha superior.
A pelagem do Poodle é capaz de ser de duas formas, encaracolada ou encordoada. A do modelo encaracolada, também chamada crespa, é abundante, de textura fina, lanosa, elástica e resistente ao contato da mão. Já a multiplicidade do padrão encordoado também é cheia, de textura fina, lanosa e fechada. A pelagem possui apenas uma coloração e é capaz de ser escurecida, branca, marrom, cinza, abricó ou também fulvo com tons avermelhados.

Estrutura Psicológica da raça Poodle

O Poodle é um cão imensamente inteligente. Segundo Stanley Coren, escritor do livro a “A Inteligência dos Cães”, a espécie está no segundo lugar na tabela de obediência para o trabalho, atrás apenas do Border Collie. Isso diz porque a maioria dos cachorros de espetáculos e circos pertencem à espécie, uma vez que são cães que aprendem bem depressa e retêm de maneira muito consistente os ensinamentos dados.
Contudo, não foi apenas a inteligência que levou o Poodle a conquistar notoriedade como cão de companhia. Seu comportamento brincalhão, alegre e meigo fizeram com que se tornasse praticamente um padrão.
Independente de todas as vantagens da espécie, a baixa qualidade da criação fez com que numerosos exemplares manifestassem problemas de comportamento, traços de brutalidade contra o próprio dono e estranhos. Diversos se tornam indomináveis, birrentos, extremamente zelosos com objetos e latem altamente. Segundo numerosos criadores, a maioria dos problemas de comportamento afeta principalmente os cachorros dos tamanhos Toy e Micro, que são mais fáceis de vender.
Além dos cuidados em relação à origem do cão, é fundamental enfatizar a importância do dono na educação do cão: por ser sagaz, o Poodle pode assimilar que ao adotar hábitos dominantes acaba atendido. E é aí que o proprietário, procurando agradar o cachorro, agrava os desvios de personalidade.

Privilégios de Ter um Cachorro Poodle

Bastante meigo e sociável, o Poodle é uma das espécies mais populares do Brasil e uma das mais requisitadas no mundo, mantendo sua posição de queridinho graças à sua boa natureza. O Poodle é uma espécie recomendada tanto para casais, quanto para famílias com crianças.
Com uma lealdade e fidelidade infalível com os seus donos, o Poodle gosta de agradá-los, ele se ajusta facilmente em qualquer ambiente, em particular à vida urbana. Eles em geral lidam bem com outros cachorros, gatos e estranhos. Ama ser o centro das atenções.
Eles têm uma capacidade surpreendente para comportamentos e artimanhas que envolvem o cérebro e rapidez. Seu amor por brincadeiras e sua inteligência abrem um mundo de possibilidades a serem oferecidas para esse cachorro ativo que ama novos aprendizados. Ele se dá muito bem em esportes caninos, como agility e disciplina, assim como aprecia jogos que trabalhem sua esperteza. Apesar do Poodle Toy ser anatomicamente mais frágil e necessitar de ligeiramente mais de cuidado na hora das diversões, Poodles maiores necessitam de muito exercício para serem contentes e são bem fortes.
Bastante adestráveis e com formidável memória, o que em outros tempos os levaram a trabalhar nos circos, esse cachorro astucioso necessita de ser instruído com brandura, entretanto, ainda assim com firmeza, porque toda esta inteligência é capaz de ser traduzida também em teimosia.
Eles geralmente são cahorros extraordinários de terapia. Sua natureza empática e alegria ao se envolver com pessoas, torna os Poodles perfeitos para visitar lares de idosos, hospitais e escolas.

Distúrbios comuns do Poodle

Existem alguns problemas de saúde graves que podem acometer os Poodles como enfermidade de Addison, Hipertireoidismo e Hipotireoidismo, colapso traqueal, epilepsia, doença renal juvenil, displasia da anca e tumores.
Os cães desta espécie são capazes de também ser predispostos a determinados problemas de saúde menos graves, como por exemplo, infecção de ouvido, que pode ser minimizada por uma higienização frequente da região.
O melhor é assegurar ao animal uma alimentação saudável, oferecendo para ele ração Premium, que contém todas as vitaminas que ele carece. Assim sendo, o cão com certeza irá viver bem mais e com maior qualidade. A expectativa de idade do Poodle alterna de 12 a 15 anos e se for bem cuidado será capaz de viver por mais tempo.

Como Cuidar de um Poodle

como-cuidar-poodle A tosa é um ponto fundamental para os proprietários de Poodles. A pelagem leve e encaracolada que funcionava bem na ocasião em que o Poodle passava a maior parte de seu tempo na água caçando, precisa ser aparada periodicamente, normalmente a cada seis a oito semanas, dependendo das predileções do dono. Ela forma embolados muito fácil e exige escovação constante e diária em sua residência. Se deixada sem ser cortada, a pelagem vai enrolar naturalmente em cordas, em estilo dreadlock.
A atenção com a saúde bucal é importante, particularmente para Toys e Poodles Medianos e Anões. Escove os dentes cotidianamente com creme dental específico para cães e aprovados por médicos veterinários.
O Poodle é um pouco egocêntrico e tem necessidade de ser ativo na vida de seus proprietários. Caso tenha que ficar em sua moradia sozinho por horas e continuar sozinho no momento em que seu dono chegar do trabalho, será um cão infeliz.
Socializar cães dessa raça é importante desde o início. O Poodle é muito afetuoso com os donos e é capaz de ser bem retraído e desagradável com desconhecidos. É um cão que está bem adaptado à vida na cidade.

Os Filhotes do cão Poodle

O filhote desde cedo deve apresentar as propriedades do cachorro adulto, não somente em relação à estrutura física, como também com relação ao temperamento.
A cor do filhote é outro aspecto importante: é comum que a coloração dos cachorros fique mais clara com o transcorrer do tempo, porém, de qualquer forma, a pelagem provavelmente será uniforme, sem manchas.
Outro cuidado fundamental na compra dos filhotinhos diz respeito ao tamanho que o cachorro irá ficar quando mais velho. Com a finalidade de evitar decepções, é sempre conveniente que antes de se possuir um filhote se faça uma visita aos pais da ninhada. Normalmente, o porte dos pais é um excelente parâmetro ao dos filhotinhos.

Categorias: Raças de Cães